Rede Amazônica de Inventários Florestais

Jungle Scene Jungle Scene Jungle Scene Jungle Scene Jungle Scene

Bolivia: NERC urgency grant

  • Novembro - Fevereiro 2011
Bolivia: NERC urgency grant

Com o financiamento de um subsídio de urgência da NERC concedido à Universidade de Leeds, uma equipa de 9 pessoas liderada por Alejandro Murakami (Museu de História Natural do Parque Noel Kempff, na Bolívia) e Yoko Ishida (INPA, Brasil) começou a remedição de cerca de 10 parcelas permanentes na Bolívia. A logística da viagem foi organizada pelo Ted Feldpausch (Leeds) e Chiqui Array (Museu de História Natural do Parque Noel Kempff, na Bolívia). As novas medições e colecta de amostras de folhas/madeira foram realizadas em parcelas permanentes na floresta sazonalmente seca (Chiquitano) e savanas, primeiro em três parcelas, em "Ottavio" (perto de San Ignacio de Velasco) e em seguida, em mais três parcelas de Tucavaca (perto de San José de Chiquitos). Jon Lloyd (Universidade de Leeds e James Cook University, Austrália) viajou do Reino Unido com 30 kg de equipamento de campo, e juntou-se à equipa durante os primeiros dias de Ottavio. Embora os arredores de Ottavio tivessem sofrido uma severa seca em 2010, havia poucos (ou alguns) indicadores evidentes de que as florestas e/ou as savanas da região tivessem sofrido com esta. A decepção veio depois, quando a equipa se deslocou para o norte, para remedir a floresta de transição no sítio de Acuário (cerca de 100 km a sul do Parque Nacional Noel Kempff). Depois de uma jornada árdua de um dia e meio foi encontrado o sítio quase totalmente destruído pelos habitantes de povoados próximos, que procuram expandir o seu território. No entanto, as árvores que foram encontradas foram remedidas. Em Abril, a equipa boliviana voltará ao Noel Kempff para remedir as parcelas que se encontram na floresta e savana. Esta foi a primeira de duas campanhas de medição previstas no âmbito do projecto de Urgência da NERC. Em Março /Abril, uma equipa liderada por Beatriz Marimon, Ben Hur Marimon, Ricardo Umetsu (Universidade Estadual de Mato Grosso) e Yoko Ishida re-amostraram a região de Nova Xavantina, Mato Grosso, Brasil, para coincidir com o censo anterior da RAINFOR/TROBIT. Em todos os sítios na Bolívia e em Mato Grosso, os membros da equipa são treinados em medições/características fisiológicas das árvores para avaliar o papel potencial das adaptações fisiológicas à seca. Esta investigação "urgente" ajudar-nos-á a entender como a composição e estrutura florestal podem variar devido às características fisiológicas das árvores seleccionadas pela seca, um primeiro passo importante para determinar os impactos a longo prazo da possível frequência das secas cada vez maiores nas florestas de transição da Amazónia e nas savanas.